Sinergia é novamente estratégia vencedora em leilão de transmissão – Canal Energia

Por MAURÍCIO GODOI, DA AGÊNCIA CANALENERGIA, DE SÃO PAULO (SP)

Três dos cinco lotes foram arrematados ao aproveitar a redução de custos de implantação, estes foram os que apresentaram maior deságio entre os projetos leiloados.

Mais uma vez a busca por sinergias foi a estratégia que ajudou no lance para três dos cinco lotes colocados em disputa no leilão de transmissão de quarta-feira. Tanto que o menor deságio foi de 54,35% nesse grupo de ativos. A MEZ Energia e a Energisa apontaram essa possibilidade como a forma de oferecer lances agressivos e que ajudaram a levar o desconto médio do certame a 48,12%.

Segundo o CEO da MEZ Energia, Maurício Ernesto Zarzur, a empresa estava mais seletiva nesse leilão e conseguiram alcançar os dois lotes que estavam em seu radar. A avaliação, conta ele, estava sobre os projetos que faziam sentido à atual carteira de empreendimentos que a companhia está tocando. “A possibilidade de sinergia foi mais forte, temos empreendimentos no Centro-Oeste e o lote 3 é uma obra que já conhecemos, então faz sentido, já em São Paulo temos dois lotes que estão próximos e, por isso, podemos aproveitar as sinergias de O&M”, apontou o executivo.

Agora a MEZ Energia, que foi a maior vencedora do leilão de dezembro de 2020, deverá manter seu posicionamento de maior conservadorismo e buscar avaliar um número menor de lotes para os próximos certames. Segundo Zarzur, a sinergia continuará no foco da empresa que tem, com mais esses dois empreendimentos, R$ 3,4 bilhões em compromissos de investimentos tomando como base o banco de preços da Aneel.